sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Aguarela

Queremos mundos e fundos,
Queremos novos segundos,
Queremos gente no nosso coração.
Como entes queridos,
Não queremos estar perdidos,
Digo antes adeus à solidão.
Queremos vida em azul e verde
Como forte aguarela,
Onde é apenas céu e terra.
Qeremos vida proclamada,´
Queremos dizer adeus à mágoa,
Ser libertados destas rédeas.
Onde o mundo se confunde,
Queremos acender o lume
E esquecer todo o mal.

38 comentários:

  1. Não é mau querer isso, o errado está em querê-lo de mão beijada.

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  2. Sílvia, amada!
    Chego em boa hora...hora de querer "mundos e fundos"... hora de "quem sabe faz a hora, não espera acontecer"...
    Beijuuss n.c.

    www.toforatodentro.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Olá querida e sensível Sílvia, sempre lindo e profundos seus poemas, e, nos traz sentimentos maravilhosos, o querer e o poder sempre nos acompanham pela vida toda. Parabéns.
    "A amizade sempre será primordial na vida e no relacionamento entre os seres" Paz e harmonia e um bom final de semana.

    forte abraço

    C@urosa

    ResponderEliminar
  4. Olá, querida.
    Vi seu blog nesse aqui http://karloalmeida.blogspot.com/, do Karlo Almeida... e chamou-me a atenção o título desse seu poema, e parabéns por ele!
    Conhece outro de um autor chamado Jose M. Silva, do blog http://esquicospoeticos-avlisjota.blogspot.com/

    Beijos!

    AGUARELA

    Não entro em misticismos,
    nem ironias libertinas.
    Em posses desconcertadas
    ou cumprimentos falsos!
    Não entro, nos sorrisos simulados
    No estar formal correcto
    Nas politiquices, nos escárnios …
    Não gosto de opacidades
    evito pintar com guaches
    amo a aguarela!
    É verdadeira não se mascara
    não se esconde num véu
    de obscuridades infinitas.
    É simples, toda ela transparente,
    vive livre na sua arbitrariedade.
    É pessoal, única, irreproduzível,
    écristalina, água eterna e fluente.
    É Amor!!!
    Se um dia me encontrares
    Oh! Tão doce imagem,
    pintar-te-ei pura!...
    Aguarela!

    José M. Silva

    ResponderEliminar
  5. Adorei o poema, é sempre bom ter alguém no coração. Muito tempo que não apareço por aqui.
    Tem um selinho pra você aqui:
    http://ignorem-me.blogspot.com/p/selinhos.html

    Beijos! :*

    ResponderEliminar
  6. Oi, então já decidiu colocar um banner e ganhar um dindim?
    Faça um teste. Te garanto que em dez dias, vc já terá faturado uns 50 doláres. Sabe pq? Teu Blog é bem visitado.
    Segue o link, para vc tentar.
    https://publisher.smowtion.com/users/signup/magal

    Abração

    ResponderEliminar
  7. esquecer o mal, me diz como?
    preciso...
    beijo!

    ResponderEliminar
  8. eu quero, céu em segundo, no fim do mundo, beirando o cais.

    ResponderEliminar
  9. Olá Silvia, passei para ler seus posts e aproveito para desejar bom domingo.

    Bj

    ResponderEliminar
  10. O Patife gosta disto. Embala o idealista que ainda há em mim. ;)

    ResponderEliminar
  11. Ah querida, obrigada pela visita, fico feliz por ter gostado do selinho.
    Beijoos :*

    ResponderEliminar
  12. queremos tanto... fazemos tão pouco...

    um beijo, querida*

    ResponderEliminar
  13. Sempre com uma delicadeza de densidade poética digna de registar. Tocas o lado mais soft do Patife. ;)

    ResponderEliminar
  14. querer ja é o grande começo de tudo...

    um beijo , silvia !

    ResponderEliminar
  15. Adorei as imagens mentais pintadas aqui.

    É isso aí.
    Bjs

    ResponderEliminar
  16. Vê não a esqueci. Cá estou e com muito prazer.
    Tenho passado muito tempo nos hospitais e
    outras coisas afins.Vou visitando pouco a pouco
    os meus seguidores.
    O ser humano quer sempre muito e é tão frágil.
    Nos hospitais é que se sente bem isso.
    Beijinho/Irene

    ResponderEliminar
  17. Para quando um novo post? O Patife sente falta da tua escrita. ;)

    ResponderEliminar
  18. ✩✩✩ Feliz 2011 ✩✩✩

    "Nós abriremos o livro. Suas páginas estão em branco. Nós vamos pôr palavras nele. O livro chama-se Oportunidade e seu primeiro capítulo é o Dia de ano novo." (Edith Lovejoy Pierce)

    Ingredientes: prosperidade, felicidade, amor, sonhos, luta, vencer! Sabedoria para construir o que se espera de um novo amanhecer.

    Obrigada por estar comigo em 2010! Que hoje e sempre não seja diferente. Vamos somar aprendizados.

    Juliana Carla
    brailledalma.blogspot.com

    ResponderEliminar
  19. Passa por estes blog's e deixa a tua opinião.

    Visitem e seguiam e comentem e
    metam 'gosto' se for o caso (neste blog) :
    http://clicks-de-amor.blogspot.com/
    http://silenciodosegredo.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  20. Muito bom o post!!!

    Belo espaço!!!

    Gostei pra caramba, voltarei mais vezes...

    Convidaria vc a conhecer meu trabalho (poesia, teatro, poesia)

    Ficaria Muito feliz!!

    http://mailsonfurtado.com

    ResponderEliminar
  21. queremos tanto e as vezes tão pouco! ;)
    lindo poema. como todos os outros, parabens ;***

    ResponderEliminar
  22. gostei bastante, mas reparei q já há muito que não posta :s
    visite o meu blog

    ResponderEliminar
  23. Gostaria de ver voce escrever mais, pois gostei, beijos !

    ResponderEliminar
  24. Há quanto tempo não visito teu blog.
    Senti saudades!
    Todos queremos encontrar o lume e não ter nenhum mal ao nosso redor...

    ResponderEliminar
  25. Oii, tem selinho pra ti no meu blog
    http://letmego-monnie.blogspot.com/2011/07/primeiro-selinho-do-let-me-go.html

    espero que goste ;)

    ResponderEliminar
  26. Sonhei com uma estrela do céu
    Sonhei-a vivendo no meio do Mar
    Sonhei com a verdade de uma palavra
    Soletrei sete vezes a palavra amar

    Neste sonho vi uma árvore triste
    Pensei em sete coisas impossíveis de fazer
    A primeira era voar com as nuvens
    A ultima sobre as águas de um Lago correr

    E vi pássaros de cores nunca vistas
    Refulgentes lírios de ouro de lei
    Apenas uma hortênsia me pareceu ali perdida
    Vi palpitantes borboletas e o coração calei

    Mágico beijo

    ResponderEliminar
  27. Olá, passando aqui linda *-*, estou te seguindo, visita meu cantinho também :
    http://reverseobrlife.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  28. Não conseguiria escrever uma mensagem para cada um, mas querendo que receba meu carinho e gratidão por mais esse ano de amizade e convivência deixo aqui meus desejos


    Quisera
    neste Natal
    armar uma
    árvore dentro do
    meu coração e nela
    pendurar, em vez de
    presentes, os nomes de
    todos os meus
    amigos. Os amigos de longe e
    os de perto. Os antigos e os mais
    recentes. Os que vejo a cada dia e os
    que raramente encontro. Os sempre lembrados
    e os que as vezes
    ficam esquecidos. Os
    constantes e os intermitentes.
    Os das horas difíceis e os das horas
    alegres. Os que sem querer magoei ou,
    sem querer me magoaram. Aqueles a quem
    conheço profundamente e aqueles que me são
    conhecidos apenas pelas aparências. Os que pouco
    me devem e aqueles
    a quem muito devo. Meus
    amigos humildes e meus amigos
    importantes. Os nomes de todos os
    que já passaram pela minha vida. Uma
    árvore de raízes muito profundas, para que
    seus nomes nunca mais sejam arrancados do
    meu coração. De ramos muito extensos, para que
    novos nomes, vindos de todas as partes, venham juntar-se
    aos existentes. De sombra
    muito agradável, para que nossa
    amizade seja um momento de repouso,
    nas lutas da vida. Que o natal esteja vivo em cada dia
    do ano novo que se inicia, para que as luzes e cores da vida
    estejam presentes em toda a nossa existência e concretizem, com
    a ajuda de Deus, todos os nossos desejos. Feliz Natal!
    Feliz Natal!
    Feliz Natal!
    Feliz Natal! Feliz Natal!


    QUE A HARMONIA, O SENTIMENTO DE SOLIDARIEDADE E COMPAIXAO, O RESPEITO E AS ALEGRIAS DESSA ÉPOCA DO ANO SE SOLIDIFIQUEM NO MAIS PURO AMOR, ENCHENDO DE LUZ TODOS OS CORAÇOES...
    E QUE ESSA LUZ ALCANCE TUDO E TODOS... MUITA PAZ!
    Com amor
    Regina

    ResponderEliminar
  29. Um feliz natal com muita paz e harmonia.

    "Num meio dia de fim de primavera
    Tive um sonho como uma fotografia
    Vi Jesus Cristo descer à terra,
    Veio pela encosta de um monte
    Tornado outra vez menino,
    A correr e a rolar-se pela erva
    E a arrancar flores para as deitar fora
    E a rir de modo a ouvir-se de longe."

    fernando pessoa

    forte abraço

    C@urosa

    ResponderEliminar
  30. Um sótão cheio de lembranças
    Escrevi no pó palavras sem nexo
    Retirei uma cartola de uma caixa de cartão
    E senti ao toque o poder da ilusão

    Ilusões…
    Um cavalo de pau perdido ao carrocel
    Uma estola de um bicho qualquer
    Uma escultura talhada a cisel

    Uma foto a preto e branco
    De uma mulher sem rosto
    Uma janela virada para nenhum lado
    Uma traquitana a imitar o sol-posto
    Terno abraço

    ResponderEliminar
  31. Vengo del blog gemariosampaio (chás das cinco) y me ha encantado tu Rincón; por lo cual, si me lo permites, me gustaría ser Seguidor de tan bello Espacio, lleno de Magia, Sentimientos y Sensaciones.
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  32. Fazendo pra fazer uma visita e matar a saudade. Os escritos continuam primorosos como sempre. Quando puder, dá uma passada no http://desconsertando.blogspot.com.br/ que tem coisa nova por lá. Bjs!

    ResponderEliminar

Ajude-me a fazer arte, deixe a sua marca.